OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
Quem somos
HOME

Sinasefe MT convoca Assembleia Geral para quinta, dia 6 de junho, às 14h, Online

Sinasefe MT convoca Assembleia Geral para quinta, dia 6 de junho, às 14h, Online

Assembleia fará Escolha de Delegados/as e Observadores/as para participarem na 192ªPLENA

Saiba Mais
Sinasefe MT se une a Adufmat e Sintuf em Ato Público por respeito nas negociações salariais e melhorias nas Instituições Federais

Sinasefe MT se une a Adufmat e Sintuf em Ato Público por respeito nas negociações salariais e melhorias nas Instituições Federais

O Dia Nacional de Luta pela Educação Federal será na próxima segunda-feira (3) às 7h30 na guarita 1 da UFMT

Saiba Mais
Audiência Pública discute valorização das carreiras da rede federal de educação em MT

Audiência Pública discute valorização das carreiras da rede federal de educação em MT

Sinasefe Seção Mato Grosso esteve presente, junto aos comandos de greve e entidades sindicais

Saiba Mais
Sinasefe MT convoca Assembleia Geral para sexta, dia 10 de maio, às 8h45, Online

Sinasefe MT convoca Assembleia Geral para sexta, dia 10 de maio, às 8h45, Online

Assembleia fará Análise de um mês de greve e deliberará sobre prorrogação do mandato da atual diretoria

Saiba Mais
Sinasefe MT convoca Assembleia Geral para quinta, dia 25 de abril, às 8h45, Online

Sinasefe MT convoca Assembleia Geral para quinta, dia 25 de abril, às 8h45, Online

Assembleia deliberará acerca das propostas PCCTAE e EBTT e fará escolha de Delegados/as para participarem na 190ª PLENA do SINASEFE

Saiba Mais

HOME / Noticias

Segunda-Feira, 20 de Maio de 2024, 21h23   (Atualizada 20/05/2024 às 21:23)

Audiência Pública discute valorização das carreiras da rede federal de educação em MT

Sinasefe Seção Mato Grosso esteve presente, junto aos comandos de greve e entidades sindicais
Ahmad Jarrah (Assessoria)

Na última quinta-feira, 16 de maio, às 9h, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso realizou a Audiência Pública "Valorização das carreiras da rede federal de educação e o fortalecimento da UFMT e IFMT". O evento contou com a presença de diversos servidores e servidoras que participaram tanto presencialmente quanto online, discutindo temas cruciais para a educação federal no estado.

 

A audiência foi fruto de uma iniciativa conjunta do Sinasefe Seção Mato Grosso e de outras entidades sindicais que compõem o Comando Estadual de Greve, com o apoio do deputado estadual Lúdio Cabral. O objetivo foi sensibilizar os parlamentares para pressionarem suas bancadas federais e a presidência da República a atenderem diversas reivindicações dos servidores da educação.

 

Entre os principais pontos discutidos estavam a recomposição salarial das perdas inflacionárias, a reestruturação das carreiras PCCTAE e EBTT Docente, a revogação de decretos considerados prejudiciais à Educação e aos servidores e servidoras, e a recomposição do orçamento das instituições federais de ensino. A situação das universidades federais foi descrita como gravíssima, destacando-se que "nos últimos tempos, as Universidades federais foram um dos principais alvos do governo, desqualificando-as e desmoralizando-as, cortando recursos orçamentários e/ou dificultando a sua liberação e congelando salários".

 

Como resultado final da audiência, foi apresentada a Carta das Entidades Sindicais "VALORIZAÇÃO DAS CARREIRAS DA REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO E O FORTALECIMENTO DA UFMT, UFR E IFMT". A carta destacou a importância das universidades públicas, que abrigam 95% das pesquisas científicas do país e formam profissionais essenciais para o desenvolvimento nacional. Ressaltou-se que "a rede pública de ensino superior é um patrimônio nacional" e que as políticas governamentais recentes têm levado à degradação da infraestrutura e das condições de trabalho e ensino nas universidades.

 

A carta também abordou a grave situação orçamentária enfrentada pelas Instituições Federais de Ensino (IFES), citando que "a Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2024 destinou 5,8 bilhões para as IFES, quando há 10 anos, em 2014, foram 8,0 bilhões". A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), por exemplo, viu seu orçamento de custeio cair de R$120 milhões em 2013 para R$82 milhões em 2023, operando hoje com aproximadamente um terço da capacidade de anos anteriores.

 

Além disso, a carta enfatizou a importância da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, que conta com 682 unidades educacionais e mais de 1,5 milhão de matrículas. Destacou-se que mais de 75% dos estudantes atendidos na rede federal são provenientes de famílias com renda inferior a 1,5 salário mínimo, demonstrando o papel crucial dessas instituições na promoção da educação de qualidade para as parcelas mais vulneráveis da população.

 

O Sinasefe Seção Mato Grosso agradece a todos que contribuíram com suas presenças e intervenções, reafirmando o compromisso de continuar lutando pelos direitos e melhorias nas condições de trabalho dos servidores da rede federal de educação. A luta pela educação pública gratuita e de qualidade continua, e a participação ativa de todos e todas é fundamental para alcançarmos nossas reivindicações.

 

Confira a Galeria de Fotos

Fonte: Assessoria
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358 9440 - (65) 99234-1887.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR