OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
Quem somos
HOME

Audiência Pública discute valorização das carreiras da rede federal de educação em MT

Audiência Pública discute valorização das carreiras da rede federal de educação em MT

Sinasefe Seção Mato Grosso esteve presente, junto aos comandos de greve e entidades sindicais

Saiba Mais
Sinasefe MT convoca Assembleia Geral para sexta, dia 10 de maio, às 8h45, Online

Sinasefe MT convoca Assembleia Geral para sexta, dia 10 de maio, às 8h45, Online

Assembleia fará Análise de um mês de greve e deliberará sobre prorrogação do mandato da atual diretoria

Saiba Mais
Sinasefe MT convoca Assembleia Geral para quinta, dia 25 de abril, às 8h45, Online

Sinasefe MT convoca Assembleia Geral para quinta, dia 25 de abril, às 8h45, Online

Assembleia deliberará acerca das propostas PCCTAE e EBTT e fará escolha de Delegados/as para participarem na 190ª PLENA do SINASEFE

Saiba Mais
Servidores e servidoras do IFMT participam de Ato Unificado de Greve da Educação

Servidores e servidoras do IFMT participam de Ato Unificado de Greve da Educação

O ato, ocorrido dia 11 de abril, foi uma realização do SINASEFE Seção Mato Grosso, FASUBRA, ANDES, ADUFMAT e SINTUF-MT

Saiba Mais
Assembleia Geral do IFMT Campus Octayde Jorge da Silva será nesta terça, dia 16 de abril, às 9h, presencial

Assembleia Geral do IFMT Campus Octayde Jorge da Silva será nesta terça, dia 16 de abril, às 9h, presencial

Assembleia será realizada na Sala de Projeções do Campus. Acesse aqui o Edital de Convocação na íntegra

Saiba Mais

HOME / Noticias

Terça-Feira, 06 de Setembro de 2022, 13h47   (Atualizada 06/09/2022 às 13:47)

Sinasefe Mato Grosso discute ponto eletrônico com reitoria

Em reunião realizada na última sexta-feira (2) sindicato cobrou esclarecimentos e providencias do reitor quanto a forma como os servidores e servidoras estavam sendo abordados sobre ao ponto
Ahmad Jarrah

O Sinasefe Mato Grosso se reuniu com o reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), Julio Cesar Santos, na manhã de sexta-feira (2) na reitoria para tratar do ponto eletrônico.

 

Uma política que vem sendo criticada por muitos servidores e servidoras diz respeito à falta de informações sobre o ponto eletrônico e clareza durante o processo de homologação do ponto.

 

São diversas situações relatadas pelos servidores e servidoras, além da falta de homologação do ponto pela chefia imediata, há situações em que o ponto já havia sido homologado e meses depois passou a ser questionado.

 

Situações de saúde ou outras previstas na legislação trabalhista passaram a ser um entrave diante de uma dificuldade de gestão, o que tem colocado bons e dedicados profissionais em situação constrangedora.

 

De acordo com o reitor, essa situação é decorrente da fiscalização de órgãos de controle, como a Corregedoria Geral da União (CGU) que identificou distorções graves consideradas abandono de cargo, como servidores com ausências injustificadas e por longos períodos, que chegam a quatro meses.

 

A Direção do Sinasefe Mato Grosso argumentou que a situação, que deveria ser cobrada  diretamente desses casos, ao serem tratadas de maneira generalizada acabam por gerar transtornos, desgastes desnecessários e ruído de informação.

 

“Eu ouvi descontentamento de pessoas que se dedicam, e isso é um grande problema. O servidor que é certo está sendo questionado. De repente, tudo aquilo que ele faz com sete anos de salário congelado, ele é questionado” explicou o coordenador geral do Sinasefe MT, Ali Veggi, ao cobrar providências da reitoria para sanar o problema.

 

Já o servidor Roni Rodrigues destacou que a forma como essa comunicação sobre o ponto eletrônico vem sendo feita tem provocado insatisfação. “O grande problema foi a forma. Temos que separar a boa fé e as previsões legais. Os que estão irregulares a gente entende que devem ser cobrados”, comentou Roni.

 

Uma das sugestões deixadas pelo Sinasefe MT foi que a reitoria fizesse uma distinção dos casos considerados situações graves de flagrante prejuízo ao erário público das situações em que houveram falha na homologação por parte da gestão, e não do servidor ou servidora. Dessa forma, será punido quem devidamente está cometendo uma infração.

 

O sindicato também cobrou mais ações de comunicação da reitoria para sensibilização  dos servidores e servidoras quanto ao ponto eletrônico, as funções do sistema e a legislação.

 

As ações poderão ser em formato de bate papo com servidor e devem ser executadas durante expediente funcional, para contar com maior engajamento e efetividade. A proposta é que sejam voltadas à valorização do servidor e do serviço público.

 

O Sinasefe MT está atuando para mediar essa questão, garantindo justiça e o respeito aos servidores e servidoras. Participaram da reunião Ali Veggi, Elizabeth Cunha, Francieli Marinato, Mércia Castro e Roni Rodrigues.

Clique aqui e confira a galeria de fotos da reunião.

Fonte: Assessoria
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358 9440 - (65) 99234-1887.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2024 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR