OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

Nota de Apoio à greve da Rede Estadual de Educação de Mato Grosso

Nota de Apoio à greve da Rede Estadual de Educação de Mato Grosso

No dia 20 de maio, por unanimidade, trabalhadoras e trabalhadores estaduais da educação de Mato Grosso aprovaram greve a partir da próxima segunda-feira, 27. A decisão é uma reação ao descaso do governo do Estado que não cumpre a legislação quanto à Lei 510/2013.

Saiba Mais
Nota de Esclarecimento

Nota de Esclarecimento

O Sindicato Nacional dos Servidores da Educação, Sinasefe – Seção Sindical MT, vem a público esclarecer que a Paralisação dos servidores do Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT, dia 15/05/2019, foi uma decisão tomada pelos servidores e servidoras da educação em assembleias gerais extraordinárias ocorridas em todos os campi da instituição no estado de Mato Grosso, atendendo à convocação da Direção Sindical.

Saiba Mais
Milhares de pessoas vão às ruas no estado para defender a Educação e Previdência

Milhares de pessoas vão às ruas no estado para defender a Educação e Previdência

Estudantes, professores, técnicos administrativos e sociedade estiveram unidos ontem (15) em defesa da Educação e Previdência Social. Com o contingenciamento, R$ 31 milhões serão repassados para o Instituto Federal de Mato Grosso em 2019.

Saiba Mais

Acompanhe na nossa página do Facebook o que está rolando no estado no Dia Nacional de Luta em Defesa da Educação! 

Saiba Mais
Comunicado - Processo de Eleição do Conselho Fiscal – Biênio 2019/2021

Comunicado - Processo de Eleição do Conselho Fiscal – Biênio 2019/2021

A Comissão Eleitoral informa e declara que não houve nenhuma apresentação de Impugnação ao Regulamento Eleitoral, motivo pelo qual ratifica-se o mesmo, realizando nova publicação do Regulamento Eleitoral em questão.

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 03 de Outubro de 2016, 10h03   (Atualizada 03/10/2016 às 10:03)

Mobilização do Sinasefe MT leva centenas de pessoas às ruas no interior e na capital

ATO 29/09

A última quinta-feira, 29, foi marcada por protestos em todo o país. Em Mato Grosso não foi diferente. Professores, servidores técnico-administrativos e estudantes do Instituto Federal de Mato Grosso se reuniram pelos campi do estado para debater a atual conjuntura política e social que tem o poder de afetar negativamente a vida dos trabalhadores brasileiros.

 

No campus avançado de Lucas do Rio Verde, os servidores paralisaram as atividades no período matutino e convidaram os estudantes a discutir sobre diversos temas como Educação Pública, a reforma da grade curricular do Ensino Médio, e os projetos que vêm gerando intenso desgaste entre classe trabalhadora e Governo Federal, PEC 241 (que congela os gastos com o serviço público e não permite que o reajuste anual seja maior que a inflação, inclusive os investimentos em saúde e educação), PLP 257 (que prolonga as dívidas dos Estados com a União em 20 anos e, como consequência, pode congelar o salário de celetistas e servidores público por igual período) e a Lei da Mordaça (pretende especificar os limites de atuação dos professores).

 

Durante o período vespertino, os servidores do IFMT, juntamente com professores estaduais e municipais, protestaram em uma praça do centro da cidade. Já à noite, uma reunião com os pais de alunos do ensino médio e estudantes do período noturno foi realizada para esclarecer os motivos da paralisação. “Os servidores e estudantes do campus avançado de Lucas do Rio Verde estão muito empenhados na defesa dos direitos dos trabalhadores. Ao promover esse diálogo com a comunidade interna e externa, nós fortalecemos os vínculos e conseguimos mais pessoas para nos apoiar. Não podemos deixar que nossos direitos sejam reduzidos”, declarou Marcos Davino, tesoureiro do Sinasefe MT e servidor lotado em Lucas do Rio Verde.

 

Na cidade de Pontes e Lacerda, também houve protesto. Servidores e estudantes se reuniram na Praça Miguel Gajardoni, localizada na região central.

 

Em Cuiabá, servidores estaduais e federais se mobilizaram na Praça Ulisses Guimarães e realizaram passeata pela região do Centro Político e Administrativo da capital. O coordenador geral do Sindicato, Evertom Almeida, participou do protesto e reforçou a importância da classe se fortalecer e pressionar para que esses projetos precarizam as relações entre os trabalhadores e o governo. “Nossos pontos de pauta são específicos, lutamos contra os ataques aos direitos trabalhistas, previdenciários e sociais que o Congresso quer aprovar a qualquer custo. Nossa luta é por nenhum direito a menos. Temos que mantê-los e ampliá-los”, pontuou.

 

Sete campi do IFMT participaram do Dia Nacional de Lutas e Paralisações em Defesa dos Direitos. Foram eles, Cuiabá – Octayde Jorge da Silva, Cuiabá – Bela Vista, Reitoria, Várzea Grande, Confresa, Lucas do Rio Verde e Pontes e Lacerda.

Fonte:

FOTOS DESTA NOTÍCIA

Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99804-0518.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR