OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

Outdoors contra a Reforma Administrativa são espalhados pelas ruas de Cuiabá e Várzea Grande

Outdoors contra a Reforma Administrativa são espalhados pelas ruas de Cuiabá e Várzea Grande

O SINASEFE/MT em parceria com a Adufmat e o ANDES iniciaram uma campanha conjunta contra a Reforma Administrativa. Os sindicatos se uniram e espalharam diversos outdoors pela região metropolitana da capital incentivando a população a pensar criticamente a respeito do tema e também desconstruindo argumentos mentirosos sobre a Reforma.  

Saiba Mais
Sindicato realiza retrospectiva das ações realizadas em 2020

Sindicato realiza retrospectiva das ações realizadas em 2020

Definitivamente o ano de 2020 vai ficar marcado na História e na memória de todos nós que vivenciamos de perto todos os episódios marcantes que aconteceram neste período.

Saiba Mais
Filmes com temática feminina serão exibidos no Cine Teatro Cuiabá

Filmes com temática feminina serão exibidos no Cine Teatro Cuiabá

A partir de hoje (25), o Cine Teatro Cuiabá exibe uma série de curtas e longas produzidos e dirigidos por mulheres. A ação faz parte da Campanha de Combate à Violência Contra a Mulher e tem o apoio do SINASEFE MT. A organização de todo o evento é do Coletivo de Mulheres Camponesas e Urbanas de Mato Grosso e até o dia 10 de dezembro as obras cinematográficas estarão integrando o movimento da campanha “21 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra as Mulheres”. 

Saiba Mais
WEBINÁRIO

WEBINÁRIO "GÊNERO E SEXUALIDADE ENQUANTO DIREITO FUNDAMENTAL"

A transmissão da live será no dia 25/11, às 19h, horário de Cuiabá/MT. Esta atividade faz parte da campanha "21 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres",  realizada pela Comissão para Estudos Sociais das Relações Étnico-raciais, de Gênero e Cidadania (Cerg) do IFMT Campus Sorriso.

Saiba Mais
Em defesa da democracia e a favor do IFMT que queremos

Em defesa da democracia e a favor do IFMT que queremos

O SINASEFE - seção sindical Mato Grosso como entidade representativa da categoria dos servidores e servidoras do IFMT, diante do cenário de eleição para diretores gerais e reitor, reafirma que não apoia nenhuma candidatura, pois preza pela independência e pela autonomia frente a qualquer gestão, seja de reitoria, seja de diretoria.

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 23 de Novembro de 2020, 13h26   (Atualizada 23/11/2020 às 13:26)

Pandemia dificulta tramitação da Reforma Administrativa, mas PEC 32 continua sendo articulada nos bastidores

Que a maioria dos parlamentares brasileiros são neoliberais e votam pela punição dos trabalhadores e trabalhadoras, você não tenha dúvida. Em vez de apreciar pautas como a taxação das grandes fortunas, deputados e senadores preferem apreciar matérias como reforma trabalhista e reforma da previdência, precarizando a vida laboral do trabalhador e dificultando o processo de aposentadoria de trabalhadores dos setores público e privado. A bola da vez é a reforma administrativa.    

 

Em resposta ao Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), afirmou que, na prática, as deliberações acerca da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 32/2020, que trata da Reforma Administrativa, já estão paralisadas. A manifestação de Maia se deu em referência à decisão do STF frente ao Mandado de Segurança 37488, que requer a suspensão imediata da tramitação da PEC 32/2020. 

 

De acordo com o presidente da Câmara dos Deputados, devido às condições excepcionais impostas ao funcionamento da Câmara pela pandemia de Covid-19, “a tramitação de emendas constitucionais que não contam com o amplo apoio do Plenário resta sobremaneira dificultada”. 

 

Mesmo com a declaração de Maia, os trabalhadores não devem ter falsas esperanças em relação à paralisação formal do fluxo da Reforma, já que o assunto continua sendo tratado nos bastidores do governo. Vale ressaltar que a maioria dos parlamentares (tanto da Câmara dos Deputados quanto do Senado) já se manifestaram em diversas ocasiões favoráveis às pautas que extinguem direitos e penalizam ainda mais a jornada e carreira dos trabalhadores dos setores público e privado. 

 

Também devemos lembrar que, além da impossibilidade de realização de sessões presenciais, a PEC 32 também não esteve em pauta porque estamos passando pelo período de eleições municipais. Como muitos já sabem, mas também vale a pena ressaltar, Rodrigo Maia é um inimigo declarado do serviço público, neoliberal e está aguardando o melhor momento para distribuir a pauta para votação. 

 

Diante da “folga” imposta pela pandemia, nós, trabalhadores e trabalhadoras de todo país, devemos intensificar ainda mais a pauta nas mobilizações físicas e virtuais, não deixando que o assunto caia no esquecimento e se posicionar firmemente contra a Reforma Administrativa que mantém privilégios de juristas e militares, e destrói a carreira de servidores e servidoras que estão na linha de frente no atendimento à população como enfermeiros, médicos e professores. 

 

O Mandado de Segurança foi impetrado, no dia 21 de outubro no STF, por parlamentares da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil). No documento, além da suspensão da PEC 32/2020, os parlamentares solicitam, ao Ministério da Economia, a divulgação de todos dados que serviram para embasar a proposta de Reforma Administrativa, que foram classificados como sigilosos pela pasta. 

 

O ministro Marco Aurelio de Mello, relator do MS, limitou a decisão sobre a tramitação ao presidente da Câmara dos Deputados e excluiu, do polo passivo, o Ministro da Economia, Paulo Guedes.  
 

Fonte: Assessoria / Com informações ANDES
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99234-1887.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2021 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR