OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

SINASEFE/MT abre espaço para diálogo com docentes, técnicos e estudantes em lives

SINASEFE/MT abre espaço para diálogo com docentes, técnicos e estudantes em lives

Através de uma iniciativa histórica, o SINASEFE/MT mobilizou todos os segmentos envolvidos na Educação do Instituto Federal de Mato Grosso para relatarem como tem sido trabalhar e estudar de maneira remota durante a pandemia. 

Saiba Mais
Live discute Regime de Exercícios Domiciliares no IFMT

Live discute Regime de Exercícios Domiciliares no IFMT

Serão apresentados vários relatos dos professores e professoras sobre o ensino remoto desenvolvido até agora no IFMT no formato do RED (Regime de Exercício Domiciliar). A transmissão conta com a participação de todas as seções sindicais mato-grossenses.

Saiba Mais
Assessoria jurídica orienta servidores em relação a ministração de aulas durante o recesso escolar

Assessoria jurídica orienta servidores em relação a ministração de aulas durante o recesso escolar

A assessoria jurídica do SINASEFE/MT emitiu um parecer jurídico orientando os professores da instituição em relação a ministração de aulas ou similares que requeiram contato físico próximo com os estudantes durante o recesso. 

Saiba Mais
Programa Conversa de Classe é adiado em virtude de luto da equipe

Programa Conversa de Classe é adiado em virtude de luto da equipe

A live do programa Conversa de Classe que aconteceria nesta terça-feira, às 19h, foi adiada em solidariedade ao luto da intérprete de libras Izaura Maciel. O pai de Izaura, Sebastião Pereira Maciel, faleceu, vítima de Covid-19 na madrugada desta terça, na cidade de Brasil Novo, interior do estado do Pará.

Saiba Mais
Pais de estudantes de Campo Novo do Parecis morrem de covid-19

Pais de estudantes de Campo Novo do Parecis morrem de covid-19

Hoje, o SINASEFE/MT vem a público expressar nossa imensa solidariedade às estudantes Stella Lima de Souza Viero e Sthefani Lima de Souza Viero, do campus Campo novo do Parecis, que perderam seus pais esta semana, vítimas da covid-19.

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Terça-Feira, 04 de Fevereiro de 2020, 14h37   (Atualizada 04/02/2020 às 14:37)

Nota em defesa da democracia nas instituições federais de ensino

MP 914/2019

No apagar das luzes do ano de 2019, na véspera das comemorações natalinas, o presidente Jair Messias Bolsonaro editou a Medida Provisória (MP) nº 914 que altera normas para escolha de reitores e diretores nos Institutos Federais, Universidade Federais e o Colégio Pedro II, retrocedendo negativamente a atual dinâmica democrática das instituições.


Sem diálogo com as comunidades das instituições federais de ensino e com a sociedade brasileira e, utilizando-se de um artifício constitucional destinado para casos de emergência e relevância, a presidência da República demonstra novamente sua pouca capacidade de articulação com os setores da educação e fere gravemente a autonomia das instituições de ensino.


Na MP nº 914/2019 a escolha de Reitores das Universidade e Institutos passa ser via eleição direta e preferencialmente eletrônica, com formação de lista tríplice e escolha final pela presidência da República. Metodologia que é um retrocesso democrático nos Institutos Federais, pois na Lei nº 11.892/2009 – que teve seus dispositivos eleitorais revogados – previa-se que Reitores e Diretores seriam indicados por suas comunidades e empossados sem intervenção da presidência da República.


Além disso, a MP nº 914/2019 proíbe a recondução do gestor e dissolve a paridade proporcional entre as categorias nos pleitos, sobrepondo o peso dos servidores docentes em 70%, perante servidores técnico-administrativos e estudantes em 15% para cada segmento. Proporcionalidade que tencionará as relações entre os servidores efetivos e gera uma nova perda aos técnico-administrativos que nos últimos anos tiveram inúmeros cargos extintos. E, para piorar, elimina-se as eleições para diretores de campi que passam a ser indicação direta do Reitor nomeado.


As alterações trazidas nas escolhas dos dirigentes das instituições federais de ensino possuem como meta final a retirada da autonomia administrativa e pedagógica dos Institutos, Universidades e Colégio Pedro II e, em curto prazo, impor medidas privatistas encaminhadas pelo MEC, como o Programa “Future-se”, e o tecnicismo e controle dos conteúdos ministrados via a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e o Programa “Novos Caminhos”.


As Seções Sindicais do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE) de Mato Grosso, que representam os servidores do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), conclamam a sociedade mato-grossense a defender a democracia, a autonomia, a qualidade e a gratuidade das instituições federais de ensino. Também convocamos os Deputados e Senadores da bancada federal mato-grossense a repudiarem a MP nº 914/2019, que feriu prerrogativas do parlamento brasileiro e atentou contra a democracia na educação federal brasileira.


SINASEFE Seção Sindical de Cáceres
SINASEFE Seção Sindical de Mato Grosso
SINASEFE Seção Sindical de Rondonópolis
SINASEFE Seção Sindical de São Vicente da Serra

Fonte:
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99234-1887.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR