OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

SINASEFE-MT solicita informações aos diretores de ensino e à reitoria sobre condições de acesso às tecnologias durante a implementação do Regime de Exercício Domiciliar (RED)

SINASEFE-MT solicita informações aos diretores de ensino e à reitoria sobre condições de acesso às tecnologias durante a implementação do Regime de Exercício Domiciliar (RED)

A defesa da educação pública, gratuita e de qualidade é princípio inegociável para estudantes, trabalhadores e pesquisadores que defendem a educação enquanto um direito social. No contexto brasileiro de políticas neoliberais, com redução do investimento na educação e aumento da precarização do trabalho, é preciso lutar pela permanência dos direitos conquistados e buscar avançar nas lutas sociais. 

Saiba Mais
Pela vida, dizemos NÃO ao retorno das aulas

Pela vida, dizemos NÃO ao retorno das aulas

Com o aumento de casos de CoViD-19 em todo o estado de Mato Grosso e no restante do país, aumentam as angústias de estudantes e trabalhadores da educação, assim como a pressão dos donos de escolas e de universidades privadas para que seja autorizado o retorno das aulas presenciais, em todas as esferas. 

Saiba Mais
 Aos/Às colegas servidores e servidoras, com todo respeito, sobre as ações do SINASEFE e nossos desafios

Aos/Às colegas servidores e servidoras, com todo respeito, sobre as ações do SINASEFE e nossos desafios

Os servidores e as servidoras do IFMT são exemplos para muitas instituições. Mesmo em condições adversas, estão produzindo máscaras, álcool, lavatórios e dando uma aula de solidariedade. Tenho orgulho de fazer parte dessa instituição quando ela demonstra sua conexão, e seu compromisso, com a sociedade. 

Saiba Mais
Programa Conversa de Classe estreia no Youtube

Programa Conversa de Classe estreia no Youtube

O programa “Conversa de Classe”, produzido pelo SINASEFE/MT, estreou no Youtube na última quarta-feira (13). Idealizado por representantes do sindicato como um programa de entrevista presencial, teve de ser remodelado para o formato de live por conta da pandemia de covid-19.

 

Saiba Mais
Profissionais de enfermagem são homenageados em protesto no centro de Cuiabá

Profissionais de enfermagem são homenageados em protesto no centro de Cuiabá

A homenagem em forma de protesto espalhou cruzes pelo canteiro central da av. da Prainha e distribuiu 500 máscaras de tecido na região central de Cuiabá durante o começo desta manhã e foi transmitida ao vivo pela página do SINASEFE/MT no Facebook

Saiba Mais
Live do sindicato vai abordar os desafios da escola em tempos de pandemia

Live do sindicato vai abordar os desafios da escola em tempos de pandemia

O SINASEFE/MT vai promover na próxima quarta-feira (13), às 18h, horário de Mato Grosso, uma live com o professor e pesquisador da Universidade Federal de Goiás, Luiz Dourado. O tema a ser debatido será “Educação a distância ou distantes da educação? Os desafios da escola em tempos de pandemia”.  

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 12 de Agosto de 2019, 19h07   (Atualizada 12/08/2019 às 19:07)

Sociedade civil organizada lança Frente em Defesa da Educação Pública

13/08

Amanhã (13), às 8h30, na sede da Associação de Professores da UFMT (Adufmat), representantes da sociedade civil organizada vão lançar a Frente em Defesa da Educação Pública de Mato Grosso. A Frente é uma organização de iniciativa popular que reúne os mais diversos movimentos sociais, sindicatos, centros acadêmicos, grêmios estudantis, coletivos de mulheres e associações, que têm como objetivo comum a incansável e ininterrupta defesa da educação pública, gratuita e de qualidade, nas três esferas governamentais: municipal, estadual e federal.

 

As diversas instituições vêm, ao longo do tempo, fazendo lutas, como a que assistimos nesses mais de 70 dias, dos trabalhadores da rede estadual. A fragmentação das lutas, pensamos, acaba por fragilizar as categorias e é por essa razão que nos reunimos, pretendendo dar unidade à luta, fortalecendo assim os movimentos, alinhando as estratégias, solidarizando-nos enquanto classe trabalhadora. As políticas que vêm sendo impostas pelos governos municipais, estaduais e federal, precarizam o trabalho e condenam os filhos e filhas dos trabalhadores à uma educação que os mantêm na condição de mão-de-obra super explorada, sem perspectiva de participação nas decisões políticas, incapazes do pensamento crítico e impossibilitadas do acesso aos bens socialmente produzidos, seja para atender suas necessidades materiais, seja para ao acesso aos bens culturais, tão necessários à formação humana.  

 

Na coletiva de imprensa, durante o lançamento da Frente, será divulgado seu primeiro Manifesto, onde serão elencados os principais ataques à educação infantil, básica, tecnológica e universitária, além de sua plataforma de lutas unificadas, levando aos trabalhadores o esclarecimento sobre os cortes de recursos que se ampliam a cada dia, contrariando às afirmações governamentais que alegam remanejamento dos recursos para atender a educação infantil e básica. 

 

Em sua primeira reunião de organização, realizada na última quarta-feira (07), participaram os representantes do SINASEFE/MT, Adufmat, SINTUF-MT, UNE-MT, DCE UFMT-Cuiabá, Unidade Classista, MST, Fórum Permanente de Saúde e também professores da rede municipal de Várzea Grande.

 

Para Leandro Viana de Almeida, coordenador do SINASEFE/MT, “o objetivo é resistir frente ao desmonte da educação pública, à retirada de direitos tanto da educação infantil quanto da pós-graduação. O projeto inicial do Future-se pretende alterar 16 leis da educação nacional brasileira e nós entendemos que esse é um retrocesso enorme para a constituição da educação enquanto direito social”.

 

Já para Lélica Lacerda, coordenadora de comunicação da Adufmat, o Brasil está em um processo acelerado de precarização da educação. “Nós sabemos, pela referência histórica, que todo país que destruiu a educação se destruiu enquanto país, porque um país para ser soberano, é necessário se investir massivamente em educação. Por isso, nesse momento em que o país corta 30% dos recursos das universidades federais, 47% dos recursos da educação básica, nós constituirmos uma frente e fazer com que o dia 13 de agosto não seja somente um dia de agitação pontual, mas o dia de lançamento de uma frente que promete uma luta contínua, esse é um movimento que nos dá bastante esperança de que nós vamos sair vitoriosos, já que a Educação vai derrotar o autoritarismo”.

 

A médica Eliana Siqueira, membro do Fórum Permanente de Saúde, alerta sobre os perigos do Future-se. “. Uma educação frágil, voltada pro interesse da iniciativa privada, como quer o Future-se, onde grandes empresários vão ditar as cartas pra educação pública, significa que daqui a pouco não teremos ninguém para cuidar dos indígenas, quilombolas e todo o restante da população marginalizada”.

Fonte: Assessoria

FOTOS DESTA NOTÍCIA

Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99234-1887.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR