OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

Sindicato pede esclarecimentos urgentes sobre convocação irregular de servidores

Sindicato pede esclarecimentos urgentes sobre convocação irregular de servidores

O SINASEFE/MT solicitou ontem (13), à Reitoria do Instituto Federal de Mato Grosso, esclarecimentos acerca de convocações extraordinárias e irregulares realizadas no campus Sinop. Em duas ocasiões, a administração do campus emitiu comunicados convocando os servidores da instituição para a realização de atividades que não são de sua competência.

Saiba Mais
SINASEFE/MT promove ciclo palestras e debates em alusão ao Dia da Consciência Negra

SINASEFE/MT promove ciclo palestras e debates em alusão ao Dia da Consciência Negra

O SINASEFE/MT, através da Comissão de Mobilização Permanente – Campus Bela Vista, realiza nos próximos dias 18 e 19 de novembro no auditório do campus, o evento “Palmares somos todxs nós” para comemorar e promover a reflexão sobre o Dia da Consciência Negra.

Saiba Mais
Todo apoio à professora Camila Marques

Todo apoio à professora Camila Marques

O tempo em que vivemos, cada vez mais, se prova digno do título de fascista. Os exemplos são vastos: prisão arbitrária de líderes sindicais, execução sumária de defensores dos direitos humanos e lideranças dos movimentos sociais, recorrentes assassinatos das populações nas periferias, de indígenas e quilombolas, caça deliberada de militantes ambientais, censura contra a arte, defesa de um novo AI 5 etc.

Saiba Mais
Professora Camila Marques pode ser demitida por ter sido presa injustamente

Professora Camila Marques pode ser demitida por ter sido presa injustamente

A professora Camila Marques denuncia no vídeo acima que está sofrendo um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) aberto pelo reitor do Instituto Federal de Goiás (IFG), Jerônimo Rodrigues, após ter sido presa injustamente no dia 15 de abril de 2019.

Saiba Mais
UFMT oficializa rejeição ao Future-se

UFMT oficializa rejeição ao Future-se

Nesta quarta-feira, 06/11, a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) se uniu a outras dezenas de universidades federais que já rejeitaram formalmente o programa Future-se, apresentado pelo governo federal em julho deste ano. 

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Sexta-Feira, 14 de Junho de 2019, 17h17   (Atualizada 14/06/2019 às 17:17)

Carta aberta aos colegas do IFMT

Caros colegas, esse momento servirá de aprendizado e é só o começo. No Campus de Guarantã do Norte, além da votação por quase unanimidade entre os sindicalizados, ganhamos na consulta feita durante a reunião geral chamada pela Direção. 16 votos a favor da paralisação e 11 contra.

Ainda assim, a decisão da administração foi de manter as atividades normais porque alguns colegas falavam que tinham o direito de trabalhar no dia e não seriam impedidos, pressionando a gestão que tentava acertar o dia da reposição.

Foi apresentada a necessidade de uma reposição de aula no sábado e tentamos acertar isso na reunião, mas alguns colegas deixaram claro que queriam dar aula na sexta ( alguns por dificuldades de trabalhar no sábado, nesses casos seria possível uma saída com trocas de aula, outros, porém, simplesmente para manter o seu direito individual de ir naquela sexta), inviabilizando o diálogo. Chegamos no impasse entre o direito individual (ou seria ao individualismo?) minar a vontade da maioria. Inclusive o depoimento de vários alunos do ensino médio de que sentiram-se pressionados por professores falando que teriam atividades importantes nesse dia para ninguém faltar e a coordenação deixou claro que os professores que faltassem seriam substituídos. Com todo respeito que tenho aos colegas e suas escolhas individuais e sabendo que o diretor tentou dialogar na reunião, e que a coordenação estava seguindo a decisão da direção, atuando, portanto, para viabilizar o dia normal de atividades, eu mantenho minha questão! Isso é exemplo de construção de democracia?! O que fica de aprendizado dessa situação? 

Se a maioria tinha acordo com a paralisação, não teríamos que garantir essa vontade da coletividade? Ora, sempre teremos os que serão contrários por diferentes motivos. E aí? Como ficará? A minoria vencerá sempre? Dia normal de atividades era a vontade da maioria? Não, não era! Isso é um fato! Venceu a vontade da minoria e teremos um dia normal de atividades no Campus. 

Diante dessa situação, mesmo alguns colegas que eram favoráveis a paralisação, resolveram manter suas aulas, compreendo e respeito muito esses colegas. Infelizmente, minoria conseguiu o que queria, na prática, inviabilizar a paralisação. 

Que esse dia nos sirva de reflexão e de aprendizado para tantos outros dias que virão. Serão milhões de trabalhadores e estudantes lutando nesse dia 14 por uma causa que interessa a maioria da sociedade. Quando vierem as conquistas, todos seremos beneficiados. Os trabalhadores da iniciativa privada que enfrentaram o risco de perder o emprego, os milhões de desempregados que deixaram de procurar emprego; os milhões de trabalhadores na informalidade que deixaram a renda do dia; estudantes que romperam com todo o mandonismo e os que seguiram suas atividades normais. 

Faremos um ato às 11h00 para manifestar nossa luta em defesa do IFMT, da Previdência Social. O mínimo de expressão que restou da vontade da maioria. 

Seguimos firmes com nossa coerência e a certeza de lutar pelo 
justo e necessário! 

Assinam esse manifesto público

Fernando Viana Costa
Professor de História EBTT. Especialista em Educação e Mestre em História Cultural 

Gisele Wmayma Pinheiro dos Santos, técnico de tecnologia da informação, tecnóloga em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Ludymilla Barboza da Silva Ogliari. Professora EBTT. Bióloga, Dra. Em Física Ambiental.

Sinara Dal Magro. Professora de português/inglês EBTT. Mestre em Literatura.

Lucas de Paula Mera
Professor EBTT
Eng. Agrônomo, Eng. de Segurança do Trabalho e Mestre em Biodiversidade em Agroecossistemas Amazônicos

Juliete Teotonio Batista Assistente Social. Especialista em Economia Solidária e Políticas Públicas

Rosangela Maria Pinheiro dos Santos Fernandes
Técnica em Assuntos Educacionais
Graduada em Licenciatura em Computação 
Especialista em Mídias na Educação

Bruno Maurício Lopes da Silveira Costa
Enfermeiro

Wellington Cristoffer Lewin Bucco. Assistente de aluno. Tecnólogo em Sistemas para Internet

Thiago Santana Cotrim - Zootecnista - TAE - Mestre em Zootecnia.

George Laylson da Silva Oliveira. Professor EBTT. Mestre em Ciências Farmacêuticas e Doutorando em Biotecnologia.

Alexandre Lôpo de Araújo Professor EBTT, Med. Veterinário, Esp. em Ovinocultura de Corte.

IFMT- Campus Avançado Guarantã do Norte 
SINASEFE

 

 
Fonte: Assessoria
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99234-1887.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR