OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

Esposa de servidor falece em Cuiabá

Esposa de servidor falece em Cuiabá

É com profundo pesar que o SINASEFE/MT informa o falecimento de Érika Cristina Ferreira Araújo Neves, esposa do servidor Amarildo Jobim Campos Neves, lotado no campus Cuiabá- Bela Vista, e cunhada do também servidor Giovani Valar Koch.

Saiba Mais
Frente em Defesa da Educação Pública lança manifesto e cobra posição da UFMT sobre Future-se

Frente em Defesa da Educação Pública lança manifesto e cobra posição da UFMT sobre Future-se

Também foi lançado um manifesto em que foram elencados o que eles chamam de principais ataques à educação infantil, básica, tecnológica e universitária.

Saiba Mais
Sociedade civil organizada lança Frente em Defesa da Educação Pública

Sociedade civil organizada lança Frente em Defesa da Educação Pública

A Frente é uma organização de iniciativa popular que reúne os mais diversos movimentos sociais, sindicatos, centros acadêmicos, grêmios estudantis, coletivos de mulheres e associações, que têm como objetivo comum a incansável e ininterrupta defesa da educação pública, gratuita e de qualidade, nas três esferas governamentais: municipal, estadual e federal.

Saiba Mais
Mestre Bolinha, saxofonista e ex-servidor, morre em Cuiabá

Mestre Bolinha, saxofonista e ex-servidor, morre em Cuiabá

O SINASEFE/MT presta condelências à família do servidor aposentado João Batista de Jesus da Silva, mais conhecido como Mestre Bolinha. Ele faleceu na tarde desta segunda-feira (05), aos 79 anos, em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC) que aconteceu no último sábado (03). 

Saiba Mais
Sindicato convida aposentados para reunião sobre RSC

Sindicato convida aposentados para reunião sobre RSC

Os servidores aposentados do Instituto Federal de Mato Grosso estão convidados para participar de uma reunião sobre o Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC) na próxima sexta-feira (02), às 14h, na sede do SINASEFE/MT, em Cuiabá.

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Quinta-Feira, 16 de Maio de 2019, 18h03   (Atualizada 16/05/2019 às 18:03)

Milhares de pessoas vão às ruas no estado para defender a Educação e Previdência

15 DE MAIO

Estudantes, professores, técnicos administrativos e sociedade estiveram unidos ontem (15) em defesa da Educação e Previdência Social. Diversas manifestações foram realizadas em todos os estados do país e também no Distrito Federal. Os protestos são contra o bloqueio de quase 30% dos recursos do Ministério da Educação para as despesas discricionárias - aquelas consideradas não obrigatórias, que incluem gastos como contas de água, luz, compra de material básico, contratação de terceirizados e realização de pesquisas. Com o contingenciamento, R$ 31 milhões deixarão de ser repassados ao Instituto Federal de Mato Grosso em 2019.

 

 

Em Mato Grosso, as mobilizações começaram logo cedo, às 7h30 da manhã, em cidades como Alta Floresta e Confresa. O SINASEFE/MT esteve ao lado dos estudantes e de entidades como o Sintep-MT e UNEMAT na organização dos atos unificados.

 

Na cidade de Alta Floresta, a passeata teve início na Câmara de Vereadores e os manifestantes foram até à Praça Cívica. A manifestação também teve o apoio dos professores e estudantes da escola comunitária Ciranda da Terra. Segundo a presidente do Sintep, Ilmarli Teixeira e uma das coordenadoras do Sinafese - MT, Maria Oseia Bier, a caminhada contou com aproximadamente 500 pessoas.

 

Em Confresa, a concentração foi em frente à prefeitura e os manifestantes caminharam até à Praça Central, também conhecida como Camilão. Na praça, os estudantes expuseram os resultados dos seus trabalhos de pesquisa, houve apresentação de um grupo de teatro, coral e banda do IFMT.

 

Já em Sinop, os servidores e estudantes do instituto prepararam 24 horas de manifestação. O ato também contou com a participação de profissionais da educação do estado, município e Unemat. Foram realizadas atividades como oficina de cartazes, apresentação de projetos de ensino, pesquisa e extensão, sarau, recolhimento de doação de livros, passeata, além de uma palestra sobre os impactos da reforma da previdência na vida dos trabalhadores e a isenção fiscal para as finanças de Mato Grosso.

 

Os servidores de Diamantino somaram forças com toda a sociedade e percorreram as ruas da cidade numa caminhada de quase 3km até a Praça Major Caetano Dias. Em Tangará da Serra, a concentração do ato foi em frente à praça da antiga prefeitura.

 

Na capital, quase 6 mil pessoas foram às ruas em defesa da educação. Os manifestantes percorreram as ruas do centro de Cuiabá. Para o professor Paulo Pimentel, coordenador de comunicação do SINASEFE/MT, o movimento de união de tantos segmentos da sociedade evidenciou o poder transformador da educação. “Nós acreditamos na educação transformadora, a educação como possibilidade de construir o país que queremos. Estar junto ao sindicato nesta manifestação foi uma experiência fantástica, o objetivo de toda a força emprenhada neste processo é uma educação de qualidade, é lutarmos contra qualquer tipo de desmonte por parte do poder público. Estar no dia 15 de maio nas ruas é uma das formas que temos para exercer plenamente nossa cidadania e deixarmos de ser passivos frente aos acontecimentos e retomarmos as rédeas do nosso país”, ponderou.

 

Também houveram manifestações em Pontes e Lacerda, Guarantã do Norte, Sorriso, Barra do Garças, Juína, Primavera do Leste e Lucas do Rio Verde.

 

Fonte: Assessoria
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR