OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

Nota de repúdio à Direção do campus Alta Floresta

Nota de repúdio à Direção do campus Alta Floresta

O SINASEFE, Seção Sindical MT, vem a público repudiar veementemente a atitude da Direção Geral, do Diretor de Ensino e dos Coordenadores Gerais de Cursos do Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT -  Campus Alta Floresta em relação à sua postura de desrespeito e intimidação à decisão colegiada de adesão à Greve Geral do dia 14/06/2019. 

Saiba Mais
SINASEFE/MT questiona a ausência de pagamento de adicional de insalubridade e periculosidade no IFMT

SINASEFE/MT questiona a ausência de pagamento de adicional de insalubridade e periculosidade no IFMT

O SINASEFE, Seção Sindical Mato Grosso, protocolou, no dia 10/06/2019,na Reitoria do Instituto Federal de Mato Grosso – IFMT, uma petição, pleiteando providências imediatas do IFMT no que tange ao pagamento de adicional de insalubridade e periculosidade aos servidores e às servidoras da instituição.

Saiba Mais
Informativo de PARALISAÇÃO

Informativo de PARALISAÇÃO

O SINASEFE/MT informa a todos os servidores, estudantes e membros da sociedade civil que 16 unidades do IFMT vão paralisar as atividades na próxima sexta-feira, 14, na Greve Geral em Defesa da Educação e Previdência Social.
Saiba Mais
Reforma da previdência e impactos na vida da classe trabalhadora será tema de palestra

Reforma da previdência e impactos na vida da classe trabalhadora será tema de palestra

A palestra será realizada na próxima segunda-feira, 17, às 18h30, no auditório do campus Bela Vista, em Cuiabá.

Saiba Mais
Falecimento da Profª. Aline de Arruda Benevides

Falecimento da Profª. Aline de Arruda Benevides

É com muito pesar que o SINASEFE/MT comunica o falecimento da professora Aline de Arruda Benevides. 

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Sábado, 11 de Maio de 2019, 01h06   (Atualizada 11/05/2019 às 01:06)

NOTA DE SOLIDARIEDADE AO PROFESSOR DE AGRIMENSURA

O SINASEFE/MT manifesta total solidariedade ao professor e estudantes que passaram por uma situação de intenso estresse na manhã desta sexta-feira (10), no campus Cuiabá – Octayde Jorge da Silva. Diferente do que foi noticiado por alguns sites, o docente não fez nenhum de seus estudantes reféns com facões ou machadinhas, ele estava ministrando aula nas dependências do laboratório de geotecnologia e artíficies. No local há ferramentas que são de uso da profissão de Agrimensor, como teodolitos, estacas, facões e machados. Em determinado momento, o professor que é diagnosticado com transtorno de bipolariedade, teve uma crise e saiu de sala com um machado, trancou a classe e acertou a raiz de uma árvore que estava no pátio. Depois disso, retornou à sala e os estudantes foram liberados sem nenhum prejuízo. Ao perceberem o tumulto perto do laboratório, um grupo de professores e técnicos administrativos se aproximou e tentou se comunicar com o professor de Agrimensura sem êxito. Quando a Polícia Militar chegou até a instituição, a situação já havia sido contornada, não houve flagrante, pois ninguém foi ameaçado. Os policiais militares que atenderam a ocorrência conduziram a situação da melhor maneira possível, diferente da ROTAM, que adentrou à instituição com forte aparato policial, armas de grosso calibre, eletrochoques e outros equipamentos que não condiziam com a realidade da ocorrência. Neste meio tempo, o caos já havia sido instaurado no campus e o sindicato repudia veementemente que a direção da instituição tenha lidado com o incidente como questão de segurança pública e não de saúde, como de fato deveria ter sido tratada. A presença de uma ambulância do Serviço Móvel de Urgência (SAMU) foi solicitada pelos colegas de trabalho do professor citado, quando esta chegou o professor aceitou ser medicado e encaminhado para uma unidade de saúde para ser avaliado. A assessoria jurídica da Seção Sindical Mato Grosso está acompanhando o caso desde o início e assim continuará fazendo até que se encerrem todos os trâmites legais que surgirão desta ocorrência. Assim como o Coletivo de Psicólogos do IFMT, o SINASEFE/MT também repudia veementemente como matérias jornalísticas e profissionais descompromissados com a verdade não apuram o fato da maneira correta e disseminam mentiras a respeito de um professor que presta um excelente trabalho à comunidade acadêmica com resultados profícuos no âmbito do ensino, pesquisa e extensão e , em contrapartida tem total reconhecimento de seus estudantes. Esta situação só nos faz repensar na saúde mental dos servidores públicos e da sociedade em geral, que vem sido tratada como chacota pelos governos que desmontam o Sistema Público de Saúde e não investem em uma saúde pública, gratuita e de qualidade. Investir em políticas públicas de saúde mental na Educação deveria ser uma das prioridades dos governos municipal, estadual e federal.
Fonte: Assessoria
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99804-0518.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2019 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR