OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

STF proíbe a redução salarial de servidores

STF proíbe a redução salarial de servidores

Na última quarta-feira (24), o Supremo Tribunal Federal declarou inconstitucionalidade ao dispositivo da Lei de Responsabilidade Fiscal que permitia à Administração Pública reduzir salários e jornada de trabalho dos servidores públicos. 

Saiba Mais
Racismo, branquitude, capitalismo dependente e fascismo são debatidos no Conversa de Classe

Racismo, branquitude, capitalismo dependente e fascismo são debatidos no Conversa de Classe

Diante dos recentes acontecimentos de violência policial sofridas por pessoas negras a nível nacional e mundial, se fez necessário debater ainda mais o racismo. 

Saiba Mais
Nota de Repúdio

Nota de Repúdio

A Frente Popular em Defesa do Serviço Público e de Solidariedade ao Enfrentamento à Covid-19 manifesta seu mais profundo repúdio à ação difamatória e de assédio moral coletivo da Prefeitura de Cuiabá que, a pretexto de realizar vistoria, violou os armários dos trabalhadores no Hospital de Referência para Covid-19 e os expôs a situação vexatória com acusações não comprovadas de retenção de EPI e extravio de forma ilícita, de forma vertical aplicando penalidades.

Saiba Mais
Conversa de Classe debate o racismo na próxima terça-feira (23)

Conversa de Classe debate o racismo na próxima terça-feira (23)

O próximo tema a ser debatido pelo projeto Conversa de Classe é o RACISMO. O tema é tão extenso que decidimos dividi-lo em 2 lives: a primeira será sobre "Racismo, branquitude, capitalismo dependente e 'fascismo nosso de cada dia'" e acontece na próxima terça (23), às 19h (horário de Mato Grosso) e 20h (horário de Brasília).

Saiba Mais
Projeto de extensão promove debates online durante a quarentena

Projeto de extensão promove debates online durante a quarentena

Uma iniciativa de servidores e estudantes do IFMT – campus São Vicente está gerando impactos positivos neste período de quarentena, isolamento social e suspensão das atividades presenciais nas unidades de ensino de todo o país.

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 06 de Maio de 2019, 15h32   (Atualizada 06/05/2019 às 15:32)

Nota SINASEFE/MT sobre cortes - Campanha

30% a menos para instituições federais

O SINASEFE, gestão 2019/2021, Seção Mato Grosso, vem publicamente manifestar seu repúdio e indignação pelo corte de 30% em verbas destinadas às instituições federais de educação. Esta ação, efetuada conjuntamente pelo Ministério da Educação e pelo Executivo Federal, revela, com notável clareza, seu objetivo de precarizar a educação pública, retirando das universidades e institutos federais sua capacidade de operar e cumprir com seus deveres frente à sociedade. Como já apontado na petição feita pela Defensoria Pública da União, a finalidade de tal ação não intenciona nada senão “retaliar e punir universidades federais cujo perfil ideológico seja diferente daquele pedido pelo governo”.

 

Houve, a princípio, o bloqueio de verbas da Universidade de Brasília (UnB), da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e da Universidade Federal Fluminense (UFF), anunciado no dia 30/04. Há nesta ação, uma motivação ideológica governamental que fere a Constituição de 1988. Ao invés de recuar, percebido o crime de responsabilidade do Estado Brasileiro, houve uma imediata ampliação para todas as outras instituições federais de ensino, resultando em prejuízo social à educação dos/das trabalhadores/trabalhadoras e seus/suas filhos/filhas. Esta ação, não isolada de outros ataques, visa, pelo modo como está sendo conduzida, intimidar e impedir as liberdades de expressão e de pensamento, asseguradas pela legislação vigente. Isto pode ser constatado nas declarações feitas pelo ministro, em entrevista ao Jornal O Estado de S. Paulo, alegando que as três primeiras instituições inicialmente atingidas sofreriam a redução dos repasses, pois promoviam “balbúrdias”. Este comentário do ministro da educação, que fere a autonomia universitária e a liberdade de cátedra, demonstra desrespeito às manifestações culturais realizadas pelas instituições e desinteresse em conhecer verdadeiramente a educação pública brasileira.

 

Não podemos esquecer que os ataques dos governos à classe trabalhadora têm se multiplicado: reforma trabalhista, reforma do ensino médio, tentativas constantes de aprovação do projeto Escola Sem Partido, afirmativa de redução de recursos aos cursos da área das ciências humanas, retirada das disciplinas de Filosofia e Sociologia do currículo da educação básica, a tramitação da nefasta reforma da previdência. É urgente lutarmos juntos, trabalhadores e trabalhadoras da educação, pais, mães, alunos, alunas, sociedade em geral, para impedir que nossos direitos sejam covardemente tirados.

 

Campanha Eu defendo o IFMT

 

Partindo da defesa do IFMT como instituição pública, democrática com foco no ensino, na pesquisa e na extensão, formando para a vida e para o trabalho em uma perspectiva unitária e emancipatória. E ainda, tendo como objetivo o desenvolvimento regional e o enfrentamento das desigualdades sociais, o SINASEFE MT inicia a construção da campanha " Eu defendo o IFMT: democrático com ensino, pesquisa e extensão".

 

Eixos da campanha:

 

1 - Dignidade no trabalho, contra toda forma de assédio e tratamento desigual às servidoras e aos servidores.

 

2 - Condições para docentes e técnicas/técnicos cumprirem a missão do IFMT, atuando de forma indissociável no ensino na pesquisa e na extensão, formando para a vida e para o trabalho.

 

3 - Garantir a participação nos espaços de gestão, seguindo os princípios constitucionais e da LDB que definem a gestão democrática (eleição em todos os campi para Direção-Geral, Direção/Departamento de Ensino e Coordenações de Curso/Área).

 

4 - Reconhecimento das particularidades dos campi do IFMT e de suas demandas (exemplo: campus agrícola, etc.).

 

5 - Evidenciar a importância do IFMT para as demandas da classe trabalhadora.

 

6 - Defender a manutenção e ampliação da oferta das disciplinas de artes, sociologia e filosofia como fundamentais na sólida formação crítica para a vida e para o trabalho, contra o dualismo que separa a dimensão técnica da dimensão humana.

Fonte: Assessoria
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99234-1887.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2020 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR