OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

XI Semana da Consciência Negra é realizada em Pontes e Lacerda

XI Semana da Consciência Negra é realizada em Pontes e Lacerda

O Instituto Federal de Mato Grosso Campus Pontes e Lacerda promoveu nos dias 22 a 24 de novembro a XI Semana da Consciência Negra na instituição. A atividade foi realizada com apoio do SINASEFE/MT.

Saiba Mais
Presidente e ex-presidente do SINTEP/MT morrem em acidente na BR-163

Presidente e ex-presidente do SINTEP/MT morrem em acidente na BR-163

É com grande tristeza que o SINASEFE/MT presta condolências à família de Jocilene Barboza, 43 anos, e Júlio César Viana, 65 anos. 

Saiba Mais
SINASEFE/MT entra em recesso a partir de dezembro

SINASEFE/MT entra em recesso a partir de dezembro

O SINASAFE/MT informa aos servidores sindicalizados que a partir de 10 de dezembro os colaboradores do sindicato estarão em férias coletivas, sendo assim, não haverá atendimento presencial aos professores e técnico-administrativos do IFMT. 

Saiba Mais
Encontro Regional do SINASEFE será realizado em Goiânia

Encontro Regional do SINASEFE será realizado em Goiânia

O evento será um espaço de debate e articulação na defesa de professores e técnicos da Rede Federal de Educação.

Saiba Mais
I Seminário de Educação Profissional e Tecnológica é realizado em Cuiabá

I Seminário de Educação Profissional e Tecnológica é realizado em Cuiabá

Nos dias 08 e 09 de novembro, os servidores do IFMT participaram de rodas de conversa dirigidas por Gaudêncio Frigotto e Fábio Bezerra. O evento aconteceu no auditório do SINTEP-MT, em Cuiabá. 

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Quinta-Feira, 09 de Agosto de 2018, 17h01   (Atualizada 09/08/2018 às 17:01)

Servidores do IFMT participam da 155ª Plenária do SINASEFE

155ª PLENA

Nos dias 04 e 05 de agosto, servidores do Instituto Federal de Mato Grosso participaram da 155ª Plenária Nacional do SINASEFE em Curitiba. Na pauta do encontro, estiveram presentes debates sobre gênero, revogação da reforma do Ensino Médio, luta contra a aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), conjuntura política e suas implicações para os servidores públicos.

 

No primeiro dia, representantes de todas as seções sindicais presentes fizeram informes sobre suas seções. Segundo Ivane Inês Piaia, delegada do SINASEFE/MT, “observamos que há muitos problemas parecidos nos institutos. Nos discursos, servidores que já haviam conquistado o direito a flexibilização da jornada alertaram que o regime está sob ameaça, outros compartilharam sua preocupação com a implantação do ponto eletrônico e ainda teve servidor alertando sobre assédio moral e demissões injustas”.

 

A questão feminina também esteve em discussão. Os participantes do Fórum acompanharam a Mesa das Mulheres dedicada a discussão da igualdade de gênero e contra a criminalização do aborto. Participam do debate, a economista e militante da Intersindical, Simara Pereira e Caroline Pinho, doutora em educação, militante e estudiosa dos movimentos negro e feminista. Nas suas falas, as expositoras trouxeram o triste cenário de violência e desigualdade ainda vivido pelas mulheres. Segundo Simara, as mulheres ganham menos que os colegas do sexo oposto em todos os cargos, áreas de atuação e níveis de escolaridade. “Se não bastasse as diferenças salariais, as mulheres ainda são minoria nos principais cargos de gestão”, comentou a economista.

 

As palestrantes também falaram sobre o crescimento da violência doméstica, a necessidade da legalização do aborto e o assassinato da vereadora carioca Marielle Franco. De acordo com Caroline Pinho apesar das leis protetivas em favor da mulher, os dados demonstram que a situação de violência contra as mulheres vem piorando no Brasil. “Todas estamos em risco de sofrer assédio ou violência física, principalmente as mulheres negras, o assassinato de Marielle é prova disso, mas do que nunca precisamos que a justiça faça seu trabalho e puna os responsáveis” comentou a professora. Caroline chamou atenção ainda para o fato das mulheres negras serem maioria no grupo de pessoas desempregadas ou empregadas sem carteira assinada. Para a educadora o país precisa implantar mais políticas afirmativas que desconstruam essa realidade.

 

A análise de conjuntura nacional foi realizada do prof. Dr Ricardo da Costa Oliveira, da UFPR. Ele reforçou que esse é um dos momentos mais difíceis da história do Brasil e que ainda é possível piorar, já que oligarquias familiares brasileiras estão se articulando em nível municipal, estadual e federal para a manutenção de privilégios de seus pares, elegendo representantes na esfera política e construindo ramificações no empresariado e, principalmente, no Poder Judiciário.

 

Os participantes também discutiram o Plano de Lutas do SINASEFE Nacional, que tem como mote a Campanha em Defesa da Rede, a Reforma do Ensino Médio e o combate a aprovação da Base Nacional Comum Curricular. Para ajudar na discussão, a 155ª Plena trouxe a professora da UFPR, Mônica Ribeiro. A educadora falou sobre a Reforma do Ensino Médio e a BNCC. Inicialmente Mônica trouxe um histórico da Reforma do Ensino Médio e depois fez uma exposição sobre suas consequências nefastas para Educação, segundo Mônica, a Reforma do Ensino Médio, foi a primeira reforma na educação feita através de medida provisória, excluindo totalmente a população do processo.

 

O governo vem tentando passar a imagem que a Base foi amplamente discutida, que a chamada terceira versão apenas complementou a versão anterior, mas isso não é verdade. De acordo com Mônica a terceira versão da BNCC ganhou um caráter totalmente descritivo, ao contrário do texto anterior que era mais indicativo, para a pesquisadora, caso a Base seja implantada como está o professor perderá toda a autonomia dentro da sala de aula. “Assim como a Reforma do Ensino Médio, a nova Base Nacional Comum Curricular é uma imposição do Governo Federal, voltada para a mercantilização da educação e para precarização dos seus trabalhadores e vai chegar a Rede Federal, caso não haja resistência”, salientou a professora.

 

Também foi encaminhado pelos presentes, a construção de seminários regionais. Segundo o professor Edson Sant’Ana, que participou da plenária como observador, “o seminário da região Centro Oeste será realizado na cidade de Goiânia ou Brasília, no final do meses de outubro ou novembro. Neles, serão discutidos temas como a Base Nacional Comum Curricular, flexibilização da jornada de trabalho dos TAEs, implantação do ponto eletrônico, fortalecimento da Rede Federal de Ensino e também demandas locais. Estamos preocupados em promover a formação política dos servidores, já que não há otimismo no atual cenário político em que nos encontramos”.

Fonte: Assessoria / SINASEFE RN

FOTOS DESTA NOTÍCIA

Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99804-0518.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR