OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

Governo Temer perde votação e ataques aos serviços públicos são barrados

Governo Temer perde votação e ataques aos serviços públicos são barrados

O Governo Temer saiu derrotado da votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias, ocorrida na noite desta quarta-feira, 11 de julho. Parlamentares cederam à pressão dos servidores públicos e retiraram da LDO 2019 a redução de 10% das verbas de custeio e a proibição de reajuste salarial, contratação de novos servidores e reestruturação de carreira.

Saiba Mais
Comunicado sobre a telefonia

Comunicado sobre a telefonia

O SINASEFE/MT comunica a todos os servidores do Instituto Federal de Mato Grosso que as redes de telefonia e internet do sindicato estão passando por problemas de cunho técnico e não estão funcionando no momento.

Saiba Mais
PLDO 2019: SINASEFE na luta em defesa dos serviços e dos servidores públicos

PLDO 2019: SINASEFE na luta em defesa dos serviços e dos servidores públicos

O SINASEFE esteve presente, na manhã de hoje (10/07), numa reunião entre entidades sindicais e parlamentares do Partido dos Trabalhadores (PT), que teve por objetivo organizar a luta e a pressão sobre deputados e senadores em torno da votação do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para o exercício de 2019.

Saiba Mais
Orçamento de 2019 exclui reajuste salarial para servidores públicos

Orçamento de 2019 exclui reajuste salarial para servidores públicos

Relator da Lei de Diretrizes Orçamentárias explicou que é preciso adotar medidas "não simpáticas" para diminuir as despesas para o próximo governo

 

 

Saiba Mais
Cármen Lúcia suspende obrigação de pagamento do piso para professores do estado do Pará

Cármen Lúcia suspende obrigação de pagamento do piso para professores do estado do Pará

 O pagamento de um valor mínimo para os professores é lei desde 2008. O piso nacional do magistério é atualmente R$ 2.455,35, para jornada de 40 horas semanais.

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 25 de Junho de 2018, 01h41   (Atualizada 25/06/2018 às 01:41)

Servidora de Confresa faz plantão na sede do SINASEFE/MT

PLANTÃO DE BASE

A coordenadora geral do SINASEFE/MT, Gislane Maia, ficou durante 3 dias em regime de plantão na sede do sindicato, em Cuiabá. Gislane é lotada em Confresa e participou de reuniões e eventos entre os dias 18 e 20 de junho.

 

Nos dias 19 e 20 de junho, ela participou do Seminário de Planejamento Estratégico para a elaboração do Plano de Desenvolvimento Institucional 2019-2023, promovido pela pró-reitoria de Desenvolvimento Institucional do IFMT. O objetivo do seminário foi capacitar representantes de campus para depois construir, de maneira coletiva, o diagnóstico dos 19 campi do instituto, para definir metas e objetivos institucionais.

 

“Essa é a primeira vez que eu me desloco até Cuiabá para fazer plantão na sede do sindicato. Mesmo com todo o imbróglio jurídico pelo qual o sindicato está passando, é importante mostrar aos servidores que a gestão continua atendendo às demandas dos trabalhadores e que estamos diuturnamente engajados pela classe até que a nova diretoria seja empossada”, declarou Gislane.

 

Além da participação no seminário do PDI, Gislane abordou junto aos advogados do sindicato uma demanda do campus do qual ela é lotada. Em Confresa, há três servidores que não conseguiram receber o acréscimo salarial referente ao incentivo de qualificação. Dois assistentes de alunos e um bibliotecário foram aprovados no concurso público para nível médio, porém, no decorrer dos anos conseguiram concluir o ensino superior na própria instituição, porém, a declaração de conclusão de curso enviada pelos servidores ao departamento de Recursos Humanos foi recusada sob alegação de haver uma portaria do Ministério da Educação que proíba a apresentação de tal documento.

 

Para Gislane, há uma incoerência na decisão já que o curso superior foi realizado no IFMT e foi a própria instituição que emitiu a declaração de conclusão de curso. “Os servidores já estão devidamente graduados, mas não recebem o salário compatível com o nível de instrução. Queremos todas as orientações possíveis da assessoria jurídica e, vamos buscar junto a ela todos os meios legais para regularizar a situação desses servidores”, declarou.

 

Gislane retorna a fazer plantão de base na sede do sindicato no mês de agosto.

 

Fonte: Assessoria
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99804-0518.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR