OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

Saiba como identificar e não se deixar enganar pelas mentiras e desinformação das “Fake News”

Saiba como identificar e não se deixar enganar pelas mentiras e desinformação das “Fake News”

Além da polarização política que marca as eleições deste ano no Brasil, estudiosos tem apontado que o uso das redes sociais e sua influência no processo eleitoral também é destaque. Mas, mais do que o uso dos aplicativos em si, o que chama a atenção é a disseminação indiscriminada de notícias falsas, as chamadas “Fake News”

Saiba Mais
Orientações sobre a Instrução Normativa nº 02/2018

Orientações sobre a Instrução Normativa nº 02/2018

Complementando as informações que disponibilizamos aqui em nosso site sobre os ataques contidos aos Servidores Públicos Federais (SPFs) dentro da Instrução Normativa nº 02/2018, trazemos um informe com orientações à categoria, redigido pela Assessoria e Pasta Jurídicas do SINASEFE NACIONAL.

Saiba Mais
Conselho Fiscal do SINASEFE MT aprova contas do sindicato

Conselho Fiscal do SINASEFE MT aprova contas do sindicato

No último mês, o Conselho Fiscal do SINASEFE MT, após reunião com o contador Marianderson dos Reis, aprovou a prestação de contas do sindicato.

Saiba Mais

Na última semana, a servidora Flávia Geane, coordenadora de formação política e sindical do SINASEFE/MT, fez plantão de base na sede do SINASEFE Nacional, em Brasília. Entre os dias 17 e 19 de setembro, Flávia e outros três servidores de institutos federais brasileiros foram os responsáveis pelas rotinas de trabalho realizadas no sindicato.

Saiba Mais
Membros da comissão eleitoral pedem renúncia

Membros da comissão eleitoral pedem renúncia

Os servidores Edson Nobre e Nelzi de Souza informaram a renúncia da função de integrante da Comissão Eleitoral, nesta segunda-feira (24). O único membro que continua no exercício do cargo é o servidor Rafael Viegas.

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Quinta-Feira, 08 de Fevereiro de 2018, 18h27   (Atualizada 08/02/2018 às 18:27)

Perseguição e assédio são denunciados por servidores do Campus Avançado de Diamantino no CONSUP e geram revolta entre os servidores do IFMT

ASSÉDIO EM DIAMANTINO

Os servidores lotados no IFMT - Campus Avançado de Diamantino denunciaram no CONSUP que estão sofrendo perseguição e assédio moral por parte da administração do Campus. A comunicação foi feita através de carta pública, publicada no dia 12 de dezembro de 2017.

 

Para intermediar tal desconforto, na última sexta-feira (02), servidores de todos os campi do IFMT e representantes das quatro (04) seções sindicais do SINASEFE, inclusive o advogado da Seção Mato Grosso Laelço Cavalcanti Junior, formaram uma comissão e participaram de uma reunião com os servidores lotados em Diamantino com o objetivo de esclarecer a situação.

 

No documento publicado, professores e técnicos-administrativos afirmam que representantes da atual diretoria estão agindo de maneira arbitrária, pressionando psicologicamente e causando o afastamento para tratamento médico de servidores.

 

O motivo para que tal circunstância se agravasse seria a cobrança pela instalação de processo eleitoral para escolha da direção do campus. A partir daí, em clara ocasião de abuso de poder, foi aberto pela Reitoria do IFMT um processo de “Investigação preliminar com o objetivo de determinar autoria e materialidade de fato, em grupos de bate-papo, organizado por servidores do IFMT Campus Diamantino”.

 

Tal atitude, antidemocrática, causa mal-estar e pressiona os servidores, já que qualquer conversa em grupos das redes sociais será passível de investigação. O que fere o direito à privacidade e à liberdade de expressão.

 

Diante do fato, servidores de todos os campi do Instituto Federal de Mato Grosso se mobilizaram e redigiram o “Manifesto dos servidores em defesa da democracia e da transparência do IFMT: toda solidariedade aos servidores de Diamantino”. No manifesto, todos se dizem indignados com a situação descrita no Campus Avançado de Diamantino e prestam apoio e solidariedade àqueles que estão passando por tais circunstâncias.

 

Ainda no manifesto, são apontadas como a atitude tomada pela direção do campus fere a Constituição Federal Brasileira e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação. O documento será protocolado ao Presidente do CONSUP para que os membros do Conselho Superior estejam cientes e tomem as providências necessárias para que seja reestabelecido no Campus um ambiente de trabalho sadio e de urbanidade.

 

A carta aberta com o relato da Comissão pode ser visualizada aqui.

Fonte: Assessoria

FOTOS DESTA NOTÍCIA

Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99804-0518.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR