OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

Filha de Olga, Anita Prestes realiza conferência e lançamento de livro em Cuiabá

Filha de Olga, Anita Prestes realiza conferência e lançamento de livro em Cuiabá

No livro, Anita Prestes relata o que Olga Benário viveu de 1936 até sua morte, em 1942, tendo como suporte as informações dos arquivos da Gestapo

Saiba Mais
Ciclo de Palestras comemora os 200 anos de nascimento de Karl Marx

Ciclo de Palestras comemora os 200 anos de nascimento de Karl Marx

O Instituto Federal de Mato Grosso – Campus Cuiabá em parceria com o SINASEFE/MT, realizam amanhã (22), a partir das 08h da manhã, o ciclo de palestras “Karl Marx: Conhecer para não temer”.

Saiba Mais
Professores da ativa que receberam valores retroativos de RSC têm direito a diferenças remuneratórias

Professores da ativa que receberam valores retroativos de RSC têm direito a diferenças remuneratórias

A Assessoria Jurídica do SINASEFE/MT informa a todos os professores da ativa que receberam valores retroativos decorrente do Reconhecimento de Saberes e Competências – RSC, que os mesmos possuem direito a diferenças remuneratórias relativo a atualização monetária do período de março/2013 até a data do efetivo pagamento diretamente no contracheque.

Saiba Mais
MP perde validade e servidores não terão contribuição previdenciária reajustada

MP perde validade e servidores não terão contribuição previdenciária reajustada

Em 30 de outubro de 2017, em edição extraordinária do Diário Oficial da União, o Governo Federal publicou a Medida Provisória n. 805/2017, a qual postergava os aumentos já aprovados em anos anteriores para diversas categorias do funcionalismo público, bem como aumentava a contribuição previdenciária dos servidores ativos, aposentados e dos pensionistas de 11% para 14%.

Saiba Mais
Servidores do IFMT são eleitos membros da Direção Nacional

Servidores do IFMT são eleitos membros da Direção Nacional

Durante a realização do 32º CONSINASEFE, o Congresso Nacional do SINASEFE, servidores lotados em diversas unidades do Instituto Federal de Mato Grosso foram eleitos para compor a Direção Nacional (DN) e o Conselho de Ética da DN do SINASEFE durante o biênio 2018-2020. As eleições aconteceram na última terça-feira (01).

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 04 de Dezembro de 2017, 17h33   (Atualizada 04/12/2017 às 17:33)

Manifestação em Cuiabá é mantida

GREVE GERAL

Os servidores públicos de Mato Grosso não recuaram!

 

Haverá um grande Ato Unificado em defesa da Previdência e contra a Reforma Trabalhista amanhã (05/12), em Cuiabá, na Praça Alencastro, com concentração a partir das 15h.

 

O SINASEFE/MT convoca você, trabalhador, a participar dessa luta!

 

Principais perdas para os trabalhadores

 

Perda no valor da aposentadoria

 

A nova proposta vai diminuir o valor a ser pago aos trabalhadores em praticamente todas as faixas, conforme tabela abaixo. Mesmo quem conseguir atingir a idade mínima imposta na nova proposta, mas contribuir, por exemplo, apenas 15 anos, que é o tempo mínimo exigido, vai receber apenas um benefício parcial, de apenas 60% da média de todas as suas contribuições.

 

 

 

Aposentadoria por tempo contribuição

 

Já a possibilidade de se aposentar por tempo de contribuição – hoje correspondente a cerca de 5,4 milhões dos benefícios concedidos – não será mais possível, caso a nova proposta de Temer para a Previdência for aprovada pelo Congresso Nacional. Após o período de transição previsto no projeto, que vai de 2018 a 2042, apenas quem atingir a idade mínima - 65 anos, homem, e 62, mulher – conseguirá se aposentar no Brasil.

 

E só terá direito à aposentadoria integral (benefício de 100% da média de todas as contribuições, sem descontos) se, além de atingir a idade mínima, completar 40 anos de contribuição.

 

Por exemplo, um homem, com 55 anos de idade e 33 anos de contribuição, precisaria, com as regras atuais, de mais dois anos para ter o direito de se aposentar por tempo de contribuição. Para receber o benefício integral com a fórmula 85-95 - modalidade instituída no governo da presidenta eleita legitimamente, Dilma Rousseff - teria de trabalhar mais 3,5 anos. Já com a nova regra proposta por Temer, após o período de transição, este mesmo homem só poderá se aposentar com 65 anos e, para receber o valor integral, terá de ter contribuído por 40 anos.

 

Regras servidores públicos

 

Os servidores públicos também entraram na mira do ilegítimo Temer. O tempo mínimo de contribuição para que os servidores tenham direito à aposentadoria será de 25 anos, com o valor correspondente a 70% da média salarial.

 

As regras atuais possibilitam aos servidores públicos que entraram em 2012 o direito de receber até o valor integral de seu salário. Com as regras previstas na proposta reciclada do governo, para o servidor/a atingir o valor integral, que passará a ser o teto do INSS, de R$ 5.531,31 -, terá de contribuir por 40 anos.

Fonte: Com Sintuf/MT
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99804-0518.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR