OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

SINASEFE/MT convoca servidores para participar de Assembleia Geral

SINASEFE/MT convoca servidores para participar de Assembleia Geral

Entre as pautas a serem debatidas está a  nova eleição para Diretoria Executiva e Conselho Fiscal do Sinasefe Seção MT e a eleição de uma comissão de ética para apurar a denúncia da assembleia do dia 02/04/2018.

Saiba Mais
Servidores do IFMT participam da 155ª Plenária do SINASEFE

Servidores do IFMT participam da 155ª Plenária do SINASEFE

Na pauta do encontro, estiveram presentes debates sobre gênero, revogação da reforma do Ensino Médio, luta contra a aprovação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), conjuntura política e suas implicações para os servidores públicos.

Saiba Mais
12 anos da Lei Maria da Penha: Brasil ainda é o 5º no ranking da violência contra as mulheres

12 anos da Lei Maria da Penha: Brasil ainda é o 5º no ranking da violência contra as mulheres

Em 2001, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (CIDH/OEA) condenou o Brasil por omissão, negligência e tolerância em relação a crimes contra os direitos humanos das mulheres.

Saiba Mais
Cortes feitos pelo governo Temer no Orçamento ameaçam paralisar bolsas e pesquisas da Capes

Cortes feitos pelo governo Temer no Orçamento ameaçam paralisar bolsas e pesquisas da Capes

Em nota divulgada na quarta-feira (1), a Capes (Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) fez um alerta preocupante: os cortes no Orçamento da União de 2019, feitos pelo governo Temer, vão paralisar a concessão de bolsas de estudo e a pesquisa científica no país.

Saiba Mais
Foco da 155ª Plenária Nacional do SINASEFE será o fortalecimento da Rede Federal de Ensino

Foco da 155ª Plenária Nacional do SINASEFE será o fortalecimento da Rede Federal de Ensino

Além do fortalecimento da rede, a 155ª PLENA ainda prevê debates sobre gênero, conjuntura, Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e aprovação das resoluções do 1º Encontro de Comunicação do SINASEFE.

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Segunda-Feira, 04 de Dezembro de 2017, 17h33   (Atualizada 04/12/2017 às 17:33)

Manifestação em Cuiabá é mantida

GREVE GERAL

Os servidores públicos de Mato Grosso não recuaram!

 

Haverá um grande Ato Unificado em defesa da Previdência e contra a Reforma Trabalhista amanhã (05/12), em Cuiabá, na Praça Alencastro, com concentração a partir das 15h.

 

O SINASEFE/MT convoca você, trabalhador, a participar dessa luta!

 

Principais perdas para os trabalhadores

 

Perda no valor da aposentadoria

 

A nova proposta vai diminuir o valor a ser pago aos trabalhadores em praticamente todas as faixas, conforme tabela abaixo. Mesmo quem conseguir atingir a idade mínima imposta na nova proposta, mas contribuir, por exemplo, apenas 15 anos, que é o tempo mínimo exigido, vai receber apenas um benefício parcial, de apenas 60% da média de todas as suas contribuições.

 

 

 

Aposentadoria por tempo contribuição

 

Já a possibilidade de se aposentar por tempo de contribuição – hoje correspondente a cerca de 5,4 milhões dos benefícios concedidos – não será mais possível, caso a nova proposta de Temer para a Previdência for aprovada pelo Congresso Nacional. Após o período de transição previsto no projeto, que vai de 2018 a 2042, apenas quem atingir a idade mínima - 65 anos, homem, e 62, mulher – conseguirá se aposentar no Brasil.

 

E só terá direito à aposentadoria integral (benefício de 100% da média de todas as contribuições, sem descontos) se, além de atingir a idade mínima, completar 40 anos de contribuição.

 

Por exemplo, um homem, com 55 anos de idade e 33 anos de contribuição, precisaria, com as regras atuais, de mais dois anos para ter o direito de se aposentar por tempo de contribuição. Para receber o benefício integral com a fórmula 85-95 - modalidade instituída no governo da presidenta eleita legitimamente, Dilma Rousseff - teria de trabalhar mais 3,5 anos. Já com a nova regra proposta por Temer, após o período de transição, este mesmo homem só poderá se aposentar com 65 anos e, para receber o valor integral, terá de ter contribuído por 40 anos.

 

Regras servidores públicos

 

Os servidores públicos também entraram na mira do ilegítimo Temer. O tempo mínimo de contribuição para que os servidores tenham direito à aposentadoria será de 25 anos, com o valor correspondente a 70% da média salarial.

 

As regras atuais possibilitam aos servidores públicos que entraram em 2012 o direito de receber até o valor integral de seu salário. Com as regras previstas na proposta reciclada do governo, para o servidor/a atingir o valor integral, que passará a ser o teto do INSS, de R$ 5.531,31 -, terá de contribuir por 40 anos.

Fonte: Com Sintuf/MT
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99804-0518.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR