OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

Resultado das impugnações e homologação das chapas que concorrem ao processo eleitoral do sindicato é publicado

Resultado das impugnações e homologação das chapas que concorrem ao processo eleitoral do sindicato é publicado

A Comissão Eleitoral divulgou hoje (16) o resultado das impugnações e homologação das chapas que concorrem ao processo eleitoral do sindicato biênio 2017-2019. Segundo o documento disponibilizado, todas as três (03) chapas inscritas tiveram problemas no ato da inscrição e, por isso, têm prazo até amanhã (17), às 22 horas (horário de Cuiabá), para se adequarem às regras do Regulamento Eleitoral.

Saiba Mais
Últimas reuniões do CONSUP/IFMT serão realizadas em novembro e dezembro de 2017

Últimas reuniões do CONSUP/IFMT serão realizadas em novembro e dezembro de 2017

Os conselheiros do Conselho Superior do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso vão se reunir nos meses de novembro e dezembro para deliberar acerca de modificações de projetos pedagógicos nos cursos técnicos, tecnológicos, integrados e de pós-graduação do IFMT, entre outros temas.

Saiba Mais
SINASEFE/MT garante o primeiro acórdão favorável na 2ª Instância da Justiça Federal em favor do RSC para os Aposentados

SINASEFE/MT garante o primeiro acórdão favorável na 2ª Instância da Justiça Federal em favor do RSC para os Aposentados

O acórdão foi decorrente do Recurso apresentado pelo IFMT/AGU, o qual não foi acolhido pela Turma Recursal, mantendo assim a sentença de 1º grau que concedeu à professora aposentada o direito ao Reconhecimento de Saberes e Competências – RSC.

Saiba Mais
Três chapas são inscritas para concorrer às eleições do SINASEFE 2017

Três chapas são inscritas para concorrer às eleições do SINASEFE 2017

Ao todo três chapas, contendo 22 integrantes cada uma, foram inscritas dentro do prazo regulamentado pelo Regimento Eleitoral. 

Saiba Mais
Diretor do campus de Campo Novo do Parecis coage arbitrariamente servidores a não participarem de paralisação

Diretor do campus de Campo Novo do Parecis coage arbitrariamente servidores a não participarem de paralisação

O diretor do campus do Instituto Federal de Mato Grosso em Campo Novo do Parecis, Fábio Luis Bezerra, enviou na tarde desta quarta-feira (08), um e-mail a todos os servidores lotados no campus sob sua diretoria proibindo a participação de professores e técnicos-administrativos no Dia Nacional de Greve Geral, na próxima sexta-feira (10).

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017, 21h13   (Atualizada 08/11/2017 às 21:13)

Servidores de cinco unidades do IFMT vão paralisar nesta sexta-feira (10)

GREVE GERAL

Após assembleias, os servidores de cinco unidades do Instituto Federal de Mato Grosso deliberaram pela adesão ao Dia Nacional de Greve Geral na próxima sexta-feira, 10 de novembro.

 

A decisão foi tomada pelas duas categorias que fazem parte do SINASEFE/MT, tanto professores quanto técnico-administrativos das unidades de Alta Floresta, Bela Vista, Campo Novo do Parecis, Cuiabá e Reitoria vão interromper as atividades para se manifestarem contra os retrocessos e retirada de direitos promovidos pelo governo do presidente Michel Temer. As demais unidades não vão paralisar, porém, seguem fazendo atividade de conscientização com a comunidade interna e externa.

 

O Dia Nacional de Luta, convocado por centrais sindicais de todo o país, incluindo a CSP-CONLUTAS a qual o SINASEFE é vinculado, tem como objetivo fortalecer e reunir todas as categorias de trabalhadores do Brasil numa grande empreitada contra os cortes orçamentários na Educação, Saúde, Segurança, Ciência e Tecnologia. De acordo com a Direção Nacional do SINASEFE "o orçamento para a educação tecnológica tem caído assustadoramente desde a subida de Temer ao poder. Em 2016 estava na ordem dos R$ 7 bilhões, em 2017, na casa dos 5 bilhões, para o ano que vem, a previsão é que não chegue a 3 bilhões."

 

Os trabalhadores também vão às ruas se manifestar contra a Reforma Trabalhista, que entra em vigor no próximo sábado (11), e subtrai direitos históricos conquistados pelos trabalhadores brasileiros e fragiliza as relações de trabalho, colocando o empregador em uma posição muito mais vantajosa e opressora em relação ao empregado.

 

Está em pauta também a Reforma da Previdência, uma vez que a CPI da Previdência no Senado já mostrou que a Seguridade Social no Brasil é superavitária e que o discurso de déficit reproduzido pelo governo é falacioso e induz o brasileiro ao erro.

 

O Plano de Demissão Voluntária (PDV) e a Medida Provisória 805/17, que congelou os reajustes aos servidores públicos e aumentou de 11% para 14% a contribuição previdenciária, também estão na mira dos protestos. Além disso, os trabalhadores são contra a terceirização irrestrita, entre outros. 

Fonte: Assessoria
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99804-0518.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR