OUVIDORIA DO SINDICATO
CONTATO
SOBRE
HOME

Publicidade da reforma da Previdência no Google fere direito à informação

Publicidade da reforma da Previdência no Google fere direito à informação

Após série de suspensões por abuso da propaganda oficial, governo vai usar dados de cidadãos para convencê-los a apoiar a mudança na aposentadoria

Saiba Mais
SINASEFE/MT ressalta aos servidores a sua disponibilidade para cobrança de valores remuneratórios retroativos

SINASEFE/MT ressalta aos servidores a sua disponibilidade para cobrança de valores remuneratórios retroativos

O Sindicato se coloca a plena disposição de todos os servidores do IFMT, para o ajuizamento de ação judicial de cobrança de valores remuneratórios de exercícios anteriores. Lembramos também que os valores de exercícios anteriores de RSC iniciarão sua prescrição em março/2018

Saiba Mais
SINASEFE MT repudia extinção de mais de 60 mil cargos do serviço público

SINASEFE MT repudia extinção de mais de 60 mil cargos do serviço público

O SINASEFE/MT, assim como a Seção Monte Castelo, e demais Seções Sindicais do SINASEFE, repudia veementemente as ações do governo Temer de extinguir, na calada da noite, mais de 60 mil cargos dos TAE, atingindo técnicos das IF's.

Saiba Mais
Sinasefe lança campanha contra os ataques do governo Temer

Sinasefe lança campanha contra os ataques do governo Temer

Em resposta aos inúmeros ataques de Temer à classe trabalhadora, o SINASEFE lançou uma campanha alertando a população sobre os absurdos que vêm sendo implantados no Brasil por meio do governo golpista de Michel Temer e do congresso corrupto.

 

Saiba Mais
Governo Temer não perde tempo e inicia 2018 com articulações pela Reforma da Previdência

Governo Temer não perde tempo e inicia 2018 com articulações pela Reforma da Previdência

Mesmo em tratamento médico por problemas de saúde, Michel Temer (MDB) iniciou a primeira semana do ano com articulações a todo o vapor para aprovar a Reforma da Previdência. A agenda inclui reuniões com o presidente da Câmara, ministros e deputados.

Saiba Mais

HOME / NOTÍCIAS

Quarta-Feira, 08 de Novembro de 2017, 21h13   (Atualizada 08/11/2017 às 21:13)

Servidores de cinco unidades do IFMT vão paralisar nesta sexta-feira (10)

GREVE GERAL

Após assembleias, os servidores de cinco unidades do Instituto Federal de Mato Grosso deliberaram pela adesão ao Dia Nacional de Greve Geral na próxima sexta-feira, 10 de novembro.

 

A decisão foi tomada pelas duas categorias que fazem parte do SINASEFE/MT, tanto professores quanto técnico-administrativos das unidades de Alta Floresta, Bela Vista, Campo Novo do Parecis, Cuiabá e Reitoria vão interromper as atividades para se manifestarem contra os retrocessos e retirada de direitos promovidos pelo governo do presidente Michel Temer. As demais unidades não vão paralisar, porém, seguem fazendo atividade de conscientização com a comunidade interna e externa.

 

O Dia Nacional de Luta, convocado por centrais sindicais de todo o país, incluindo a CSP-CONLUTAS a qual o SINASEFE é vinculado, tem como objetivo fortalecer e reunir todas as categorias de trabalhadores do Brasil numa grande empreitada contra os cortes orçamentários na Educação, Saúde, Segurança, Ciência e Tecnologia. De acordo com a Direção Nacional do SINASEFE "o orçamento para a educação tecnológica tem caído assustadoramente desde a subida de Temer ao poder. Em 2016 estava na ordem dos R$ 7 bilhões, em 2017, na casa dos 5 bilhões, para o ano que vem, a previsão é que não chegue a 3 bilhões."

 

Os trabalhadores também vão às ruas se manifestar contra a Reforma Trabalhista, que entra em vigor no próximo sábado (11), e subtrai direitos históricos conquistados pelos trabalhadores brasileiros e fragiliza as relações de trabalho, colocando o empregador em uma posição muito mais vantajosa e opressora em relação ao empregado.

 

Está em pauta também a Reforma da Previdência, uma vez que a CPI da Previdência no Senado já mostrou que a Seguridade Social no Brasil é superavitária e que o discurso de déficit reproduzido pelo governo é falacioso e induz o brasileiro ao erro.

 

O Plano de Demissão Voluntária (PDV) e a Medida Provisória 805/17, que congelou os reajustes aos servidores públicos e aumentou de 11% para 14% a contribuição previdenciária, também estão na mira dos protestos. Além disso, os trabalhadores são contra a terceirização irrestrita, entre outros. 

Fonte: Assessoria
Voltar

COMENTAR A NOTÍCIA

Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - MT
Rua Marechal Floriano Peixoto, 97. CEP: 78.005-210. Cuiabá-MT
(65) 3358-3171 - (65) 99804-0518.   CNPJ:03.658.820/0010-54.  sinasefemt@sinasefemt.org.br
© Copyright 2018 - Todos os Direitos Reservados
WEB SITE DESENVOLVIDO E HOSPEDADO POR: MRX WEB SITE - WWW.MRXWEB.COM.BR